Onde e como o empresário pode abrir mercados ?

É muito comum, os empresários do eixo SP, MG e RJ ficarem com suas vendas concentradas nestes 3 estados de bom PIB, porém mais “nervosos” e suscetíveis as oscilações políticas e econômicas. E assim, a venda pode ir ficando estabilizada ou em tendência de queda.

Onde e como abrir novos mercados? Colocando representantes comerciais em regiões, de economia mais sustentável, em geral relacionadas ao agronegócio e driblando a questão do frete que vira um paradigma a ser repensado.

Nestas regiões, que chamo “Minas de Ouro”, a concorrência muitas vezes, acaba deixando de lado e os fabricantes que possuam representantes comerciais, com boa atuação e amizade com os clientes, conseguem enviar bons pedidos que somados, aos de outras “Minas”, vão alavancar de 20 a 30% o faturamento total, muitas vezes, aquilo que falta para o “break even”, ou seja, o quanto falta para voltar a respirar.

Cito algumas poucas regiões que merecem uma atenção e atuação especial. Faça uma reflexão, quanto você vende por lá, em termos percentuais, em relação ao faturamento total.

1.Região da Soja do Rio Grande do Sul, conhecida também como Planalto. Aqui os representantes devem percorrer muitas cidades, em uma região ampla, grande produtora de soja do Brasil.

2.Região Oeste de Santa Catarina, bem distante dos representantes alocados, próximos do litoral, merecem uma atuação direta, com empresas agropecuárias gerando renda e consumo constantes.

3.Região de Cascavel e Foz do Iguaçu, distantes dos 2 principais pólos do Paraná: Curitiba e Londrina, são regiões em crescimento, influenciadas pela agricultura e proximidade ao crescente Paraguai.

4.Região de Bauru e Marília e outras cidades de DDD 014, incluindo o DDD 018 (Presidentes) pujantes mas de região ampla, necessitando muita visitação pelos representantes muito bons.

5.Região do Triângulo mineiro e sul de Goiás, pólo distribuidor do Brasil, cidades cheirando a tinta, de pujança em indústria, agricultura e serviços, que algumas vezes, as fábricas nem vendem por lá, pois passam a representação para alguém de longe. Melhor um representante local.

Há muitas outras “Minas”, pelo Brasil: Campos de Goitacazes; Montes Claros; Barreiras; Caruaru; Feira; Campina Grande; Juazeiro do Norte; Imperatriz; Picos; Santarém; Sinop; Dourados e a lista se agiganta.

Nestas regiões pouco se fala em crise, os negócios avançam, crescem e permitem novos mercados. Se você visitar estes Brasis verá as construções subindo….

Experimente e faça diferente, busque bons representantes que a constância dos pedidos vai lhe surpreender.

Alvaro Votta – 08/2017

Deixe um Comentário